Nota: Mulheres imigrantes também merecem respeito!

Companheiras

Nós, do Núcleo do Partido dos Trabalhadores de Lisboa manifestamos aqui nosso repúdio a todas as formas de violência e opressão contra as mulheres que estão presentes no nosso dia a dia em consequência da situação de precariedade e violência que continuamos a vivenciar nesses tempos em que o neoliberalismo se atrela com o fascismo em quase todos os países.

Abraçamos e somos bandeira de luta e resistência pois somos parte do grupo de mulheres trabalhadoras, mulheres estudantes, mulheres imigrantes, mulheres negras, mulheres ciganas, mulheres trans, mulheres vítimas de violências domésticas, mulheres/mães vítimas de violências institucionais.

Denunciamos os ataques aos direitos humanos, aos direitos sociais e ao ambiente, mas hoje, 8 de março de 2020, nossas bandeiras de luta estão voltadas para a situação da mulher: mulher latina, mulher brasileira, mulher africana, mulher portuguesa, mulher de todos os cantos do nosso único planeta: a terra. 

A nossa tarefa consiste em trabalhar coletivamente para a salvaguarda da dignidade da pessoa humana. 

No Núcleo do PT em Lisboa, não podemos ambicionar mais do que seguir o exemplo do nosso líder maior, LULA, e dar às nossas lutas, sempre uma dimensão internacional. O capitalismo financeiro promove o recuo dos direitos sociais e o aumento de renda dos mais ricos em todo o mundo. O neoliberalismo impede o Estado de promover o desenvolvimento econômico e a igualdade social. As consequências são desastrosas para a maioria da população, as crises se agravam e beneficiam os especuladores. É necessário criarmos modos alternativos de vida com base na solidariedade social. 

Manifestamos aqui nossa solidariedade para com as lutas progressistas dos movimentos sociais e políticos em Portugal, principalmente em se tratando da luta contra a prática do racismo estrutural nas instituições portuguesas, contra a prática da xenofobia, contra a prática da misoginia, do machismo, contra o desamparo do sistema judicial português no âmbito da proteção às mulheres/mães e crianças, vítimas de violências domésticas e/ou institucionais, da luta ao acesso a igualdade de direitos para todas e todos: nacionais e imigrantes. Dado que todos e todas contribuem para o desenvolvimento socioeconômico e cultural de Portugal. 

Lisboa, 8 de março de 2020

MULHERES IMIGRANTES TAMBÉM MERECEM RESPEITO!

DIA INTERNACIONAL DE LUTA PELOS DIREITOS DAS MULHERES

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s