Homenagem política a Alcione Scarpin

No ato político dos 40 anos do PT, a ex-coordenadora Evonês Santos leu nota de homenagem à companheira Alcione Scarpin, com quem participou na coordenação do Núcleo do PT Lisboa. Este mês de fevereiro passa um ano que a companheira Alcione nos deixou.

Alcione Scarpin (à direita), com Lula e Universina Branco (à esquerda), 7 de setembro de 2011. Foto: arquivo pessoal de Universina Branco.

Nesta data histórica do Partido, o Núcleo do PT Lisboa recorda a companheira Alcione Scarpin, no mês em que passa um ano do seu falecimento. 

Não podemos falar da história do Partido sem mencionar as partes importantes da sua construção, os militantes que, com seu legado, construíram este gigante Partido. O PT foi criado a partir da luta dos trabalhadores e das trabalhadoras, de intelectuais, de sindicalistas, de artistas, de professores, de lideranças religiosas, de pessoas que se preocupavam e se preocupam com a melhoria das condições de vida do povo. 

Ao longo dos anos, a companheira Alcione dedicou ao Núcleo de Lisboa o seu empenho nessas lutas. Organizamos muitas atividades ao longo do período em que ocupou funções na coordenação do Núcleo do PT Lisboa.  O presidente Lula e a presidenta Dilma vieram a Portugal e o núcleo manteve excelentes relações com os parceiros portugueses do PT.  Em tempos de golpe, o trabalho da companheira Alcione foi fundamental para manter e construir a resistência aqui no exterior. 

E difícil é transmitir com palavras todas as ações da companheira Alcione, porque ela tinha uma forma única de militar. Como todos sabem, era uma pessoa que tinha um carisma único de acolher, confortar, integrar e cuidar dos brasileiros que batiam na porta do Núcleo de Lisboa. A companheira Alcione não fazia apenas política. Ela praticava a solidariedade na vida das pessoas.

Como afirmou a companheira Mônica Valente, secretária-executiva do Foro de São Paulo:

“Fundadora do Núcleo em Lisboa, Alcione foi uma incansável lutadora pela justiça e inclusão social, pela democracia e pelos direitos dos trabalhadores. Ao longo dos mais de trinta anos de militância no exterior, tornou-se referência no apoio a imigrantes e trabalhadores brasileiros em Portugal.

Alcione contribuiu incansavelmente para o Partido dos Trabalhadores, deixando um legado de atuação firme e intransigente na defesa da democracia, do PT e de Lula.”

Esperamos honrar e poder manter a sua história viva, como grande incentivo para a atuação política do Núcleo do PT Lisboa, na defesa da democracia no Brasil e dos direitos das brasileiras e dos brasileiros em Portugal.