Paulo Freire: 100 anos

Paulo Freire (19 de setembro de 1921 – 2 de maio de 1997)

Paulo Freire se formou em Direito, mas foi a partir das aulas de português que se acercou do ensino, na troca, na pedagogia que defendeu e viveu. Com a chegada da Ditadura Militar, viu-se obrigado a sair do Brasil,  passando por muitos países, dentre eles Bolívia, Chile e Estados Unidos, onde lecionou na Universidade de Harvard. Depois mudou-se para Genebra onde, em contato com o Conselho Mundial das Igrejas, participou de ações educativas em Guiné-Bissau e Angola, além de ter trabalhado em São Tomé e Príncipe e Cabo Verde, Ilhas Fiji e Quênia.

Paulo Freire recebeu 40 títulos Doutor Honoris Causa em diversas universidades pelo mundo. Diversas Comunidades Freireanas foram organizadas pelo mundo afora. Sua obra é registrada em mais de 40 livros! Foi um Militante, Professor e Companheiro que ajudou a transformar muitas vidas através da educação para transformação da sociedade.

Leia algumas citações de Paulo Freire:

O papel de quem educa é formar pessoas para que elas se reconheçam como corresponsáveis na construção e transformação de suas vidas. O ser humano é um ser inacabado, é um ser em construção.

Há opções na vida que não conhecem fronteira e o trabalho em prol do povo não tem propriamente uma pátria porque é de todas elas e de todos os povos da terra.

Quando me perguntaram por que o PT, eu respondi que tinha passado 40 anos esperando por ele. Porque o Partido dos Trabalhadores na história política do país é o único que nasceu de baixo para cima; não é resultado de meia dúzia de intelectuais de bom gosto, de bom senso e de bom sonho, que traçaram um esquema de projeto socialista e começaram a tentar falar desse esquema aos operários.

Pelo contrário, nasceu mesmo é da briga sindical, da luta pelos direitos da classe trabalhadora. A essa briga se juntaram alguns intelectuais, que não pretendiam ser donos da verdade revolucionária. Os que pretenderam ser donos da verdade revolucionária não foram bem recebidos pelo partido. O PT não estigmatiza os intelectuais mas rejeita os intelectuais metidos a proprietários da luta de transformação do mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s