#24JForaBolsonaro mobilizou militância em Portugal

Dia 24 de julho foi dia de mobilizações no Brasil e no mundo, por Fora Bolsonaro. O #24JForaBolsonaro teve atos em mais de 500 cidades, incluindo várias cidades em Portugal, em defesa da democracia e da classe trabalhadora. A solidariedade internacional reforça as lutas do povo brasileiro.

Os atos evidenciaram a urgência de lutar contra o genocídio e a corrupção do governo Bolsonaro; por vacinas e auxílio emergencial de R$600; pelos direitos da classe trabalhadora; por serviços públicos, saúde e educação; contra as privatizações; pelos direitos das mulheres, negros e população LGBTQIA+; pela reforma agrária; e pela preservação do meio ambiente e dos povos originários.

O ato #24JForaBolsonaro foi convocado pela Campanha Nacional Fora Bolsonaro, criada em junho de 2020. Congrega a Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, as Centrais sindicais, partidos políticos de oposição (PT, PSB, PDT,  PSOL, PCdoB, PSTU, PCB, PCO e UP) e organizações e articulações da sociedade civil.

Lisboa

Ato #24JForaBolsonaro em Lisboa. Foto: Márcia Dias/Núcleo do PT Lisboa

Em Lisboa, o ato foi organizado pelo Coletivo Alvito, Coletivo Revolu e Núcleo do PT Lisboa, com apoio do PCdoB. A atividade reuniu mais de 100 pessoas, incluindo o deputado estadual Carlos Minc (PSB/RJ), em visita a Portugal. Participaram a deputada do PCP no Parlamento Europeu, Sandra Pereira, e a deputada Joana Mortágua do Bloco de Esquerda. Diversas organizações e coletivos apoiaram o ato, que incluiu falas de Eduardo Lima do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Abel Rodrigues da Greve Climática Estudantil (GCE), Paulo Passos do Comitê de Luta Portugal, Carla Silva da Democracia Vale a Pena, entre outras. O momento cultural teve atuações de Vítor Sarmento e Chalo Correia, que trouxeram a música de José Afonso e de Angola ao evento, além de poesia.

Porto

Ato #24JForaBolsonaro no Porto. Foto: Coletivo Estrela

Nesse 24 de Julho, a cidade do Porto recebeu novamente um ato da Campanha Fora Bolsonaro, acompanhando a campanha que acontece oficialmente no Brasil e em vários países do exterior. Juntaram-se aproximadamente 100 pessoas entre cidadãos brasileiros e portugueses. O ato foi promovido pelo Coletivo Estrela e o Comitê de Luta Portugal, e recebeu o apoio de representantes políticos como a Dra. Ilda Figueiredo, presidente da CPPC e representante do PCP, entre outras personalidades. Tivemos também a cobertura da grande mídia portuguesa. Houve uma intervenção artística feita pelos jovens Nina e Felipe, que cantaram uma música de autoria deles, onde denunciam as atrocidades do governo Bolsonaro. Foi um ato muito consciente, pacífico e muito político, com palavras de ordem e algumas falas importantes. Seguimos juntxs, até o próximo.

Braga

Ato #24JForaBolsonaro em Braga. Foto: Coletivo de Esquerda em Braga

Em Braga, o ato foi organizado pelo Coletivo de Esquerda em Braga, congregando vários movimentos organizados, dentre eles: Coletivo Marielle Vive, União Anti-Fascista de Braga, Coletivo Anônima e o apoio do Bloco de Esquerda. A atividade reuniu mais de 120 pessoas. Teve participação da parlamentar de Portugal, a deputada do BE por Braga, Alexandra Vieira. Nosso anfitrião e orador foi o ator e youtuber Bemvindo Sequeira, incluiu ainda falas de Marina Bighetti do Coletivo Anônimas, que declamou um poema, falas de Raimundo Silva, leitura de Cordel “Passa boi passa boiada” do poeta cearense Edésio Batista, declamada pelo companheiro Victor, Andrea Lins que tocou marchinhas brasileiras com letras de paródias com FORA BOLSONARO!, pelo Coletivo Marielle Vive, entre outras. Tivemos também a exposição do boneco do capiroto inominável, travestido na figura da morte, ceifador de vidas e genocida, confeccionado pelo artista plástico Sr. Constantino.

Vila Real

Ato #24JForaBolsonaro em Vila Real. Foto: Coletivo de Luta de Vila Real

Pela primeira vez, aconteceu ato Fora Bolsonaro em Vila Real. O grupo de manifestantes se somou ao ato #24JForaBolsonaro no Largo do Pelourinho, reunindo 9 pessoas. Organizado pelo Coletivo de Luta de Vila Real, o ato contou com a participação dos representantes do PCP Gonçalo Oliveira, Leandro Pinto e Paula Silva, e da integrante do Partido Livre Graça Nazaré. Durante o ato, ocorreram falas das coordenadoras do Coletivo a evidenciar a condução criminosa do governo Bolsonaro durante a pandemia, seus ataques à soberania nacional, aos povos indígenas e à democracia, além de serem destacados os privilégios dos militares e a destruição do meio ambiente em curso no país.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s